V E S T I B U L A R
MENU
 Menu Principal

Como a inteligência emocional é importante em momentos de crise


às 14h33
Compartilhe:

A pandemia fez com que muitos sonhos e planos fossem suspensos ou adiados. Por isso, diante das incertezas, é importante ter inteligência emocional para lidar com situações como essas. Muitas vezes só é percebido a importância dessa habilidade quando se entende o quão complexo é o interior humano.

De acordo com a coordenadora do curso de Psicologia da Faculdade São Luís de França, Marcela Montalvão, a inteligência emocional não se trata de negar emoções e sim administrá-las. “Nós seres humanos baseamos a maioria das nossas ações a partir do que sentimos. Mas ao mesmo tempo não é também deixar-se dominar por elas, na medida em que estar à mercê das variações emocionais nos igualaria às crianças, tornando-nos adultos sem controle e infantilizados. Portanto, Inteligência Emocional é a capacidade de avaliar e expressar o que sentimos de maneira moderada e racional”, explica.

A inteligência emocional pode ser percebida em algumas situações. Marcela aponta algumas delas da seguinte maneira:

A) quando algo sai do seu controle, prejudicando todo o seu planejamento, você se desespera, achando que tudo vai dar errado, que não existe mais jeito para você e que o melhor é abandonar tudo, ou você entende que o seu plano/projeto precisa de ajustes?

B) quando você envia uma mensagem de whatsapp para alguém e esta pessoa deixa de te responder, você surta e começa a achar que a pessoa te traiu, não se interessa por você, que agora sua vida está um transtorno, um verdadeiro caos, ou você pensa que a pessoa deve estar ocupada, distraída e que você pode resolver a questão sozinha ou com auxílio de outras pessoas?

C) quando alguém faz algo que te irrita, você costuma ir logo tirar satisfação falando alto, com ênfase, ou escreve sua indignação em letras garrafais, para deixar claro ao outro a seu aborrecimento, ou você espera 1, 2 ou 3 dias para avaliar se vale a pena discutir, inclusive para observar se de fato tem razão?

Caso você aja como aparece descrito no início das 3 orações, é provável que não tenha desenvolvido apropriadamente sua inteligência emocional.

A coordenadora diz que mudar hábitos e costumes, podem ser necessários durante esse processo. “É importante analisar friamente os fatos, de modo racional, e perceber que os problemas que nos afligem não podem ser resolvidos por nós. Após esta percepção é importante focar nos aspectos da nossa vida em que de fato temos controle. Como nossos hábitos alimentares, nosso ritmo de sono, nosso índice de produtividade, nossa capacidade de obter lazer. O domínio sobre nossa rotina cotidiana, nos faz relaxar e ajuda a desenvolver autoconfiança”, acrescenta.

Ela sugere que a fim de melhorar a relação com as emoções, é importante começar a realizar práticas de Meditação, Tai Chi, Yoga, ou algum curso que auxilie no desenvolvimento desta e de outras habilidades sutis tão importantes para o ser humano neste contexto Pandêmico.

Compartilhe: