V E S T I B U L A R
MENU
 Menu Principal

Como cuidar da mente em tempos de Coronavírus


às 19h41
Compartilhe:

Muito se fala em cuidar do físico, fazer exercícios, alimentar-se corretamente, mas muitos se esquecem do principal que é cuidar da mente. Em tempos de pandemia, se preocupar com a saúde mental além de ajudar a lidar melhor com a situação, é parte importante da prevenção contra possíveis problemas que podem aparecer.

A pandemia ocasionou uma série de impactos na vida das pessoas por conta das mudanças na rotina que precisaram ser feitas. Dessa forma, alguns hábitos passaram a ser adquiridos por quem antes não costumava ter, como, sono irregular, alimentação inadequada, procrastinação e com isso, o surgimento de alguns pensamentos negativos.

“O estado de medo pode fazer com que as pessoas paralisem e mantenham pensamentos obsessivos. Bem como pensamentos negativos que influenciam no desequilíbrio emocional. Sendo que o temor do contágio pode também ser o receio de contaminar alguém querido. Isso faz com que o indivíduo sinta culpa e responsabilidade exacerbada”, conta Marcela Montalvão, Dra. em Psicologia e  Coordenadora do Centro de Apoio Pedagógico Psicossocial da Faculdade São Luís de França.

São inúmeros os fatores que levam a um desequilíbrio emocional durante esse período, fazendo com que a pessoa fique fragilizada. Dessa forma, é possível que ela apresente ansiedade, depressão, síndrome do pânico e outras psicopatologias. “Quem sofre de Depressão, em geral, tem um apego excessivo ao passado. Não consegue se desligar de algo que passou, nem aceitar a situação presente. Quem sofre de ansiedade, em geral, está antecipando o futuro, sempre pensando lá na frente e esperando que algo ruim aconteça com sua vida. Por isso a inquietude e o desespero, algumas vezes”, explica a Dra.

Marcela ainda esclarece alguns pontos que podem ajudar a minimizar esses impactos causados pela pandemia: “estabeleça uma rotina e tenha disciplina para cumpri-la. Como diz o psicólogo canadense, Jordan Peterson, cuide de si como se cuidasse de alguém sob sua responsabilidade. Procure oferecer o melhor, dando carinho a si mesmo nestes momentos difíceis, sem perder de vista o autocuidado. Assim, tenha horários estabelecidos para dormir, comer, ver TV. Não se abandone no sofá, ou devore toda a geladeira. Procure praticar atividades físicas, ainda que seja uma aula de zumba no youtube. Além disso, mantenha contato direto com amigos e parentes. Aproveite este momento para estudar e quem sabe começar um curso de graduação, a fim de se manter atualizado e motivado”, orienta.

Compartilhe: