V E S T I B U L A R
MENU
 Menu Principal

Diário do Luisinho: saudade da Festa do Caminhoneiro


às 18h05
Compartilhe:

Oi galera, como vocês passaram a última semana? Por aqui tá tudo tranquilo. Final de semestre chegando, algumas matérias precisando de uma dedicação especial, mas nada que umas horinhas a mais de estudo não resolvam. E depois é só comemorar e esperar pelas notas, que com fé em Deus vão ser uma maravilha, haha.

Mas por falar em comemorar, eu ando um pouco saudoso. No último final de semana foi o Dia de Santo Antônio, padroeiro aqui de Itabaiana, e me bateu aquele aperto no coração. Por mais um ano ficamos sem o nosso festejo mais tradicional, a Festa do Caminhoneiro. Ahhh era bonito demais de se ver. Na véspera do dia do padroeiro a gente já acordava com a alvorada festiva, quer dizer, já tava todo mundo acordado, porque na noite anterior já tinha tido muito forró.

Na alvorada os caminhoneiros fazem uma carreata pela avenida principal da cidade e é buzina que não acaba mais. Depois tem a benção das chaves e a noite, mais forró pra ninguém ficar parado, eita saudade de ariar a fivela! Mas o que mais sinto falta é que nesses dias de festa já é tradição, todo mundo que tava fora da cidade voltava pra terrinha. Era momento de reencontro, rever amigos que foram morar em Aracaju ou até em outros estados. Os parentes também sempre retornam nessa época. Era bom demais, a cidade cheinha, todo mundo botando os ‘acontecimentos’ em dia.

É isso, com a pandemia ficamos mais um ano afastados da nossa tradição, só na base das Lives. Mas com fé no nosso Santo Antônio, isso tudo vai passar e no próximo ano vamos festejar novamente. E já está todo mundo convidado para conhecer minha cidade e a festa mais animada da região, anotem aí na agenda de vocês.

Por enquanto, é agradecer por estarmos com saúde e pedir que tudo isso passe logo. Que a gente volte a se encontrar nos corredores da Faculdade e nos forrós da vida. Até semana que vem pessoal! 

Compartilhe: