V E S T I B U L A R
MENU
 Menu Principal

Ensino híbrido exige mudanças no perfil do profissional de educação


às 11h52
Compartilhe:

A pandemia trouxe muitas mudanças no sistema de ensino, há mais de um ano tendo aulas on-line, a grande maioria dos estudantes ainda não conseguiu retornar às salas de aula de forma presencial e quando se pensa nesse retorno se fala muito no ‘ensino híbrido’. Que é uma metodologia que combina a aprendizagem presencial e remota, permitindo que o aluno estude sozinho on-line ou em sala de aula interagindo com os colegas e com o professor.

Uma nova realidade que traz mudanças não só para as famílias e para os alunos, mas altera todo o planejamento dos educadores, que passam a enfrentar mais um desafio e uma nova fase na profissão.

De acordo com coordenadora operacional das Licenciaturas da Faculdade São Luís de França, Guadalupe de Moraes, o ensino híbrido muda a perspectiva de visão do processo de ensino e de aprendizagem, pois é uma proposta que tem crescido cada vez mais e está nova forma de ensinar requer do profissional mais conhecimentos sobre as metodologias tecnológicas disponíveis.

“Existe um universo delas. Cabe a cada um escolher as que se adequam a necessidade. é preciso capacitar-se. A tecnologia já vem sendo inserida ao longo do tempo e, agora, com o cenário atual, o uso dela se tornou praticamente obrigatório, mesmo ainda sendo desafiador para muitos profissionais”, explicou.

Com esse novo formato de ensino, os professores precisam ter uma relação mais direta com a tecnologia. “Todos tiveram que se adaptar e se capacitar de alguma forma, com o uso da tecnologia para continuar trabalhando e interagindo, dentro e fora do âmbito laboral. Desta forma, os professores precisam, pesquisar, se apropriar e buscar dominar as ferramentas tecnológicas adaptando metodologias para inovar e motivar os alunos ainda mais”, destacou a coordenadora da FSLF.

Veio para ficar

Ao que tudo indica, apesar de ter chegado de uma forma ‘imposta’, esse formato de ensino híbrido é uma tendência para o futuro da educação. “Mesmo com os problemas decorrentes da falta de internet e/ou recursos necessários. A pandemia mostrou que com a necessidade, o ser humano vai tentando se adaptar aos desafios para superá-los. E os profissionais da educação devem se preparar participando de formações, capacitações, etc. Estando aberto ao novo e testando as possibilidades”, afirmou Guadalupe de Moraes.

Oficina

O assunto é tão relevante para a educação e importante para os profissionais da área, que será discutido em uma das oficinas da Semana Acadêmica das Licenciaturas da Faculdade São Luís. Com o tema “A Utilização da Tecnologia nas mudanças pedagógicas no Ensino Híbrido”, a oficina pedagógica é gratuita, aberta ao público externo e interno da instituição.

A Semana Acadêmica será realizada de forma on-line nos dias 19, 20 e 21 de maio e conta com uma programação extensa com palestras e oficinas variadas, para mais informações e inscrições clique aqui.

Compartilhe: