V E S T I B U L A R
MENU

Hipertensão: veja alimentos que podem ajudar no controle da doença


às 15h53
Compartilhe:

O dia 17 de maio tem destaque mundial por ser o Dia Mundial da Hipertensão, data criada para lembrar dos cuidados que as pessoas devem ter quando o assunto é a saúde do coração. As Doenças Cardiovasculares (DCV) são a principal causa de morte nas Américas, e a Hipertensão Arterial (HA) é responsável por mais de 50% delas.

Mais de um quarto das mulheres adultas e quatro em cada dez homens adultos têm hipertensão no continente americano, e tanto o diagnóstico, quanto o tratamento e o controle têm sido ineficazes. E como nossa saúde reflete o que comemos, trouxemos algumas dicas de alimentos que vão ajudar no controle da pressão arterial e também na prevenção de doenças.

Beterraba – você pode consumi-lo em sucos ou no preparo de alimentos, mas o importante é optar pelo alimento cru, pois no cozimento ele pode perder alguns dos seus nutrientes;

Clara de ovo – ao contrário da gema, essa parte do alimento não tem colesterol. Só que essa não é sua única vantagem, a clara tem boas doses de um peptídeo capaz de inibir uma enzima cuja tarefa é formar a angiotensina, substância que contribui para o estreitamento dos vasos e a elevação da pressão.

Nozes, amêndoas e avelãs — apresentam grandes quantidades de polifenóis e ácido alfalinolênico (uma versão do ômega-3);

Uva-passa — contém polifenóis, que são antioxidantes localizados na casca;

Chá-verde — apresenta uma grande quantidade de polifenóis, sendo um bom aliado contra a hipertensão. Mas é preciso tomar no máximo três xícaras por dia para não sobrecarregar o fígado e evitar o seu consumo perto das refeições, pois ele interfere na absorção do ferro.

Evite

Os doces e os alimentos ricos em açúcar, incluindo os diversos produtos industrializados, como refrigerantes, biscoitos recheados e massas prontas para bolos e achocolatados, não devem ser consumidos. Além disso, outros que devem ser evitados são: alimentos ricos em farinha branca, alimentos ricos em gordura saturada, bebidas alcoólicas e produtos com muito sódio.

Compartilhe: