V E S T I B U L A R
MENU
 Menu Principal

“Segurança, confiança e compromisso são as palavras que me vêm à mente quando penso nesses mais de dez anos como professora da FSLF”, declarou Sara Rogéria


às 18h11
Compartilhe:

Seguindo com as homenagens aos colaboradores da Faculdade São Luís de França, hoje vamos conhecer um pouco da história da professora Sara Rogéria Santos Barbosa, que em 2021 completa 12 anos de parceria com a instituição.

A professora conta que entrou na São Luís em 2008 através de uma seleção feita com alunos da Pós que se destacaram durante o curso. “Eram 40 alunos,10 foram aprovados e seriam orientadores de TCC. Da pós fui para a graduação, sendo contratada em agosto de 2009. Desde o começo, ministro disciplinas em todos os cursos da faculdade”, destacou.

Sara lembra que começou a carreira na instituição com apenas uma disciplina – Literatura Infantojuvenil -, mas se comportava como se meu horário fosse completo. “Conciliava as aulas em Letras e nos demais cursos com a preparação para o mestrado, que veio no ano seguinte. Com o tempo, acabei assumindo a coordenação do curso de Letras e, logo depois, a gestão do ENADE e do Programa Gestão de Aprendizagem. Nesse meio tempo, passei no doutorado em outro estado e me vi entre a cruz e o punhal. A faculdade adaptou meus horários e atividades de gestão de tal modo que eu pudesse fazer o doutorado em Salvador e estivesse de volta no meio da semana para exercer minhas atividades docentes e de gestão sem que isso comprometesse meus estudos. Hoje estou professora, coordenadora pedagógica do curso de Letras e Gestora do Programa Portas Abertas”, relatou.

Para Sara Rogéria, após mais de uma década na instituição, a sensação é de segurança, confiança e compromisso, e ela pretende conhecer os programas que a Faculdade São Luís e o Grupo Tiradentes têm. “Conhecimento abre portas e pretendo chegar o mais alto possível dentro da IES que me formou professora, coordenadora de curso e gestora de programas educacionais”, afirmou.

A colaboradora citou ainda que as formaturas são para ela os momentos mais importantes vividos na instituição. “Elas são sempre experiências marcantes em minha trajetória docente na faculdade. É naquele momento, diante de pai, mãe, filhos, filhas, irmãos e irmãs emocionados que a mágica acontece. Estudantes que entram no primeiro dia de aula com um desejo de conhecimento, de mudança de vida e, no dia da formatura, esse sonho se apresenta como a possibilidade real de mudança. Não há como não ser marcante”, concluiu.

Fiquem ligados! Amanhã concluímos a sequência de matérias em homenagem pelo aniversário de 59 anos do Grupo Tiradentes, que além de comemorar, também quer celebrar aqueles que sempre contribuíram e fizeram parte do crescimento do Grupo.

Compartilhe: