V E S T I B U L A R
MENU
 Menu Principal

Testes e avaliações psicológicas não são a mesma coisa

Métodos e técnicas de testes e avaliações são bastante utilizados no exercício profissional da Psicologia

às 19h53
Os testes e avaliações psicológicos observam e registram amostras de comportamentos e respostas de indivíduos
Os testes e avaliações psicológicos observam e registram amostras de comportamentos e respostas de indivíduos
Compartilhe:

Toda pessoa com habilitação veicular foi aprovada em um teste psicológico. Este método é amplamente realizado também em concursos públicos, processos judiciais e administrativos, seleções de emprego, requerimentos de porte de arma, habilitação para pilotar e tripular aeronaves, avaliação no âmbito de corporações policiais, dentre outros. 

São técnicas bastante utilizadas no exercício profissional da Psicologia, apesar de não serem os únicos recursos. Servem para avaliar ou mensurar características psicológicas, tais como inteligência, personalidade, psicomotricidade, memória, atenção e tantos outros, nas suas mais diversas formas de expressão.

Tais instrumentos, segundo padrões definidos em sua construção, observam e registram amostras de comportamentos e respostas de indivíduos. Eles devem conter uma fundamentação teórica e evidências empíricas de validade e precisão das interpretações propostas. Atualmente, o Sistema de Avaliação de Testes Psicológicos (Satepsi) conta com mais de 100 testes favoráveis.

Quem pode usá-los?

Nos últimos anos, tem-se discutido no Brasil o uso de testes psicológicos por profissionais de outras áreas. O uso desses testes requer treinamento específico, com conhecimento a respeito do construto avaliado. Anteriormente, o uso de testes era privativo do psicólogo ou da psicóloga, a quem compete planejar e realizar o processo avaliativo com base em aspectos técnicos e teóricos. 

Hoje, os resultados levantados por testes psicológicos também podem ser avaliados por profissionais de outras áreas. De acordo com cada formação, busca-se entender esses dados do ponto de vista dos conhecimentos específicos. 

Neste ano de 2021, o Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu definitivamente as restrições de acesso aos testes por não psicólogos, permitindo a comercialização e o uso de manuais de testes para além de profissionais inscritos no Conselho Federal de Psicologia. Com esta definição, a preocupação maior passa a ser o uso ético e responsável destes instrumentos de avaliação.

Avaliação psicológica

A avaliação psicológica é um processo diferente da testagem, processo cuja principal fonte de informação são os testes de diferentes tipos. A avaliação é um amplo processo de investigação que envolve a integração de informações provenientes de diversas fontes, dentre elas, testes, entrevistas, observações e análise de documentos. 

Nela, há a coleta e interpretação de dados, obtidos por meio de um conjunto de procedimentos confiáveis, entendidos como aqueles reconhecidos pela ciência psicológica. A partir dele, se conhecerá o avaliado, seja ele individual, grupal ou institucional, e sua demanda, com o objetivo de programar a tomada de decisão mais apropriada. 

Para a realização de uma avaliação psicológica de pessoas, é preciso se preocupar com o contexto delas e que o profissional tenha conhecimentos gerais obtidos durante uma formação ideal em cursos de Psicologia. 

Asscom | Grupo Tiradentes

Compartilhe: