V E S T I B U L A R
MENU
 Menu Principal

Grupo Tiradentes já tem 38 parceiros para projetos de extensão

A partir do segundo período de 2021, eles farão atividades conjuntas com alunos e professores das instituições de ensino da companhia, por um novo componente curricular

às 15h55
Unidade-sede da Faculdade São Luís de França (FSLF), em Aracaju
Unidade-sede da Faculdade São Luís de França (FSLF), em Aracaju
Compartilhe:

O processo de curricularização das atividades de extensão segue firme no Grupo Tiradentes, que já formalizou 38 parcerias com órgãos públicos, entidades do setor privado e organizações do terceiro setor, através de suas unidades em Sergipe, Alagoas e Pernambuco. Estas parcerias permitirão desenvolver projetos com participação de estudantes e professores das instituições, que passarão a valer no mínimo 10% da carga horária de cada curso. A regra começa a valer no segundo período deste ano (2021/2) e atende a uma resolução baixada em 2018 pelo Conselho Nacional de Educação (CNE). 

As coordenações de extensão das instituições que compõem o Grupo Tiradentes trabalham ao longo do ano na captação de projetos de extensão, revendo os seus portfólios de atividades. Elas deverão abarcar um número maior de alunos, já que todos eles deverão passar por esse tipo de experiência em algum momento da vida acadêmica. De acordo com a Gerente de Operações Acadêmicas do Grupo, professora Irinéa Moura, a captação para o desenvolvimento de novos projetos extensionistas será por parcerias.

Ela explica que as atividades já desenvolvidas atualmente poderão ser mantidas dentro desse novo formato, e que projetos apresentados nas Semanas de Extensão (Semex) promovidas em cada unidade, nas quais alunos e professores apresentam iniciativas criadas e desenvolvidas por eles em suas comunidades ou para grupos específicos. “Há a possibilidade de aproveitamento dos projetos, desde que atendam às diretrizes do Regulamento da Curricularização da Extensão do Grupo Tiradentes e que os projetos estejam voltados para a formação do aluno, resolvendo problemas reais demandados pela comunidade, com foco na interdisciplinaridade e interprofissionalidade”, explica Irinéa.

Os projetos selecionados também deverão estar integrados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS) para a transformação social, da Organização das Nações Unidas (ONU): Erradicação da Pobreza; Fome Zero e Agricultura Sustentável; Saúde e Bem Estar; Educação de Qualidade; Igualdade de Gênero; Água Potável e Saneamento; Energia Acessível e Limpa; Trabalho Decente e Crescimento Econômico; Indústria, Inovação e Infraestrutura, Redução das Desigualdades; Cidades e Comunidades Sustentáveis; Consumo e Produção Responsáveis; Ação Contra a Mudança Global do Clima; Vida na Água; Vida Terrestre; Paz, Justiça e Instituições Eficazes; e Parcerias e Meios de Implementação. 

De acordo com a resolução do CNE, as atividades extensionistas se inserem em modalidades: Programas; Projetos; Cursos e Oficinas; Eventos e Prestação de Serviços. Já os currículos corporativos dos cursos de Graduação, em todas as instituições do Grupo Tiradentes, foram adaptados para atender à norma, com a inclusão do componente curricular Experiência Extensionista, que começa a ser aplicado em 2021/2. “As atividades extensionistas serão ofertadas ao longo do curso, contribuindo para a formação humanística dos alunos das IES do Grupo e promovendo o desenvolvimento e transformação social”, conclui Irinéa.

AS PARCERIAS DE EXTENSÃO DO GRUPO TIRADENTES

Faculdade São Luís de França (FSLF)

• Secretaria de Estado da Educação, Esporte e Cultura de Sergipe (Seduc)
• Secretaria Municipal de Educação de Nossa Senhora do Socorro
• Prefeitura Municipal de Nossa Senhora do Socorro
• Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose)
• Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Aracaju (Sema)
• Instituto Beneficente Emmanuel (Ibem)
• Lar de Idosos Nossa Senhora da Conceição (Same)
• Instituição Lar de Zizi
• Grupo de Apoio à Criança com Câncer (GACC)

Asscom | Grupo Tiradentes

Compartilhe: