V E S T I B U L A R
MENU
Menu Principal

Conheça alguns termos muito utilizados na área do empreendedorismo


às 14h33
Compartilhe:

De acordo com o relatório Global da Entrepreneurship Monitor (GEM), mais de 14 milhões de brasileiros se tornaram empreendedores em meio à covid 19. O motivo principal que acabou resultando nesse aumento foi o desemprego. Entretanto, muitos acabaram se encontrando nesse novo ramo e estão investindo cada vez mais.

Para quem pretende desembarcar nesse novo mundo do empreendedorismo (seja ele físico ou virtual), vai se deparar com diversas palavras em inglês e termos tecnológicos, que a princípio não irá entender. Pensando nisso, trouxemos alguns termos para que você fique por dentro, confira:

1- Startups

Esse é um dos mais relevantes termos do empreendedorismo. A palavra da língua inglesa indica a fase inicial de empresas que desejam entrar e crescer no mercado e, para isso, buscam investidores que possam tornar esse objetivo possível.

Nessa fase, os projetos são bem vistos no mercado por conta do alto potencial de crescimento, sendo que há muitos grupos interessados em fomentar novos empreendimentos. Porém, como startups são iniciativas inovadoras e ainda sem espaço consolidado no mercado, trabalham em um ambiente de grande incerteza e altas chances de risco.

2- Capital de risco

Consiste em uma aplicação financeira de risco feita por investidores em empresas pequenas e médias. Geralmente, o aporte é direcionado a startups.Quem opta por essa modalidade tem a meta de alavancar negócios e aumentar o faturamento deles, de modo que se tornem viáveis. 

Assim, os investidores aceitam o risco de um alto investimento e, em contrapartida, almejam um retorno satisfatório para expandir o próprio capital. Também conhecido como capital de trabalho, esse termo designa a quantia em dinheiro que é necessária para movimentar as operações da empresa. Logo, garante a continuidade operacional de um negócio.

3- Networking

O “trabalho em rede” é usado entre empreendedores, investidores e fornecedores para indicar a construção de uma rede de relacionamento. Quem “faz networking” está buscando estabelecer contatos para ampliar a sua presença no mercado e firmar relações de benefício profissional mútuo. Essa capacidade de diálogo e de fechar parcerias é essencial para melhorar a visibilidade dos negócios.

 4– Break-even

Essa palavra tem uma tradução aproximada de “ponto de equilíbrio”. No mundo do empreendedorismo equivale à fase em que os custos de uma empresa equivalem às receitas. Ou seja, neste período o lucro foi zero, mas também foi zero o prejuízo.

Porém, este é o ponto a partir do qual o investidor deixa de ter prejuízo e começa a equilibrar o capital investido. Assim sendo, tudo que estiver acima desse ponto, é lucro.

5- Budget

Significa “orçamento”. No contexto empresarial, está relacionado ao orçamento periódico de uma empresa. Nele, estão contidos os gastos, receitas e projeções, sendo considerado um plano estratégico financeiro. É muito importante, pois através dele é possível estabelecer os planos de vendas e produção com uma boa previsão das finanças no período abordado, que geralmente equivale a um ano.

6- Investidor-anjo

São profissionais experientes que acreditam, e possuem capital disponível, para investir em empresas iniciantes. Em troca eles recebem um percentual da empresa investida. Além do dinheiro, esses investidores trazem toda a infraestrutura, mentoria e contatos para fazer o negócio que investiram prosperar.

7- Term Sheet

Documento que traz todos os termos e condições que fizeram parte do acordo entre empreendedores e investidores-anjo durante o processo de negociação. Simplificando: são os contratos comuns a qualquer parceria que envolve investimento financeiro e de recursos.

Compartilhe: