V E S T I B U L A R
MENU
 Menu Principal

Motivos para que jovens e crianças aprendam sobre educação financeira


às 19h40
Compartilhe:

A educação financeira não se resume apenas em aprender a economizar, acabar com os gastos ou acumular dinheiro. É muito mais que isso. Consiste em buscar uma qualidade de vida melhor seja no presente ou no futuro, proporcionando segurança material necessária para aproveitar a vida ao mesmo tempo que garante tranquilidade para eventuais imprevistos.

Introduzir a educação financeira na vida das crianças e jovens é muito importante, pois os ensina a valorizar o dinheiro desde cedo.  “Precisamos cada vez mais preparar nossas crianças para o mundo que os esperam, e o quanto antes fizermos isso melhor, não cabe apenas as escolas essa função, e sim em conjunto com os familiares”, orienta a coordenadora administrativa e financeira da Faculdade São Luís de França, Rafaela Goulart.

A coordenadora ainda ressalta os benefícios de ensiná-los o quanto antes. “Essa educação financeira no meu entendimento, traz uma série de benefícios, principalmente na questão da organização pessoal, ajudando assim as nossas crianças crescerem com um equilíbrio financeiro”. Confira alguns desses benefícios:

Eles adquirem consciência: a educação financeira desperta o consumo consciente e responsável. Pois mostra que é preciso comprar apenas aquilo que realmente seja necessário, cuidando do orçamento da família.

Passam a ter mais responsabilidade: a partir do momento que os filhos passam a ganhar mesada, eles precisam de planejamento para não gastar tudo de uma vez e fazer a quantia durar até o próximo recebimento.

Exercem o autocontrole: tão importante quanto a responsabilidade, eles passam a exercitar o autocontrole quando administram uma quantia, independentemente do valor. Mesmo se fizerem escolhas ruins, isso mostrará que elas precisam se policiar nas próximas vezes.

Possibilita a autonomia: os pequenos aprendem a dar valor aos produtos que desejam, e começam a administrar seja por meio de um cofrinho na infância, ou diante de uma conta bancária na adolescência.

Melhoram a organização: entre todos os benefícios da educação financeira, um deles é a organização pessoal com planos e gastos. Assim eles aprendem desde cedo quanto se tem e quanto se pretende gastar, equilibrando as contas e sabendo até onde se pode investir.

Compartilhe: