V E S T I B U L A R
MENU

Sexta-feira 13: por que a data é considerada dia do azar? 


às 15h20
Compartilhe:

A tão temida sexta-feira 13 chegou e nesse ano, hoje é a primeira e última. Mas você sabe como começou essa superstição do dia mais ‘azarado’ do ano? Diz a lenda que a data pode trazer má sorte àqueles que não se cuidam e a origem da crença, no entanto, é uma incógnita, e pode ter surgido nos tempos bíblicos.

A superstição desaconselha que pessoas cruzem com um gato preto na rua, passem debaixo de escadas e quebrem espelhos, pois essas convicções podem causar desgosto.

Tem até nomenclatura para quem tem pavor deste dia. O medo específico da sexta-feira 13 é chamado de parascavedecatriafobia ou frigatriscaidecafobia. Já o medo específico do número 13 é chamado de triscaidecafobia.

Diversas crenças e culturas antigas aludem o “13” como um número de má sorte, irregular, infelicidade e sinal de infortúnio. 

Veja algumas curiosidades que fizeram a má fama desta data:

  • A morte de Cristo ocorreu em uma sexta-feira, conhecida como sexta-feira da Paixão
  • O grande dilúvio ocorreu em uma sexta-feira na tradição judaica
  • A carta de número 13 representa morte no Tarô
  • O Rei francês Felipe IV ordenou perseguição e tortura de templários em 13 de outubro de 1307, sexta-feira
  • Na Santa Ceia reuniram-se 13 pessoas na mesa, sendo que duas delas morreram em seguida por mortes trágicas

Mas, nem só de coisas ruins e trágicas vivem as sextas-feiras 13. Hoje se comemora o Dia da Abolição da Escravatura, além de ser o Dia dos Pretos Velhos. Também foi numa sexta-feira 13, no ano de 1939, que uma mulher entrava para história como a primeira instrutora de voo. Outro marco do Dia 13, foi a inauguração do famoso letreiro de Holywood, em 1923. 

Compartilhe: